Anápolis | Prefeitura Municipal

Secretaria de Meio Ambiente prepara diversas ações em comemoração ao Dia Mundial de Meio Ambiente

As práticas começam nesta terça-feira, 1º, e seguem até a próxima segunda-feira, 7

Foto: Ana Laura Zanni

Uma nova rodada do Programa Pátio Lindo, trabalhos de conscientização ambiental, doação de mudas para a comunidade escolar do Viviam Parque e a instalação de barreiras ecológicas em três pontos distintos do Córrego das Antas – que corta a cidade de Anápolis. Essas são algumas ações desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Planejamento Urbano e Habitação em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, 5 de junho.

Uma horta orgânica, pomar de árvores de frutos do cerrado e trabalho de jardinagem passam a compor o cenário do pátio do Centro Municipal de Ensino Infantil (Cmei) Professora Célia Maria Rocha – localizado no Residencial Leblon –, uma das escolas contempladas com o Programa Pátio Lindo. Com pegada semelhante, no último sábado, 29, 100 mudas foram doadas para a comunidade escolar da Cmei Rainha da Paz e uma vídeo-aula de técnica de plantio foi viabilizada para as crianças.

Na quarta-feira, 2, a equipe da Secretaria vai fazer uma força-tarefa para revitalização do Parque Onofre Quinan, assim como uma ação educativa voltada para frequentadores e vizinhos do espaço público. “O foco é a manutenção da limpeza do parque e também conscientizar a população a não alimentar os animais silvestres”, diz o secretário da pasta, Mauro Douglas Ribeiro.

Para fechar a programação, na próxima segunda-feira, 7, barreiras ecológicas serão instaladas em três pontos do Córrego das Antas: Avenida José Sarney, Andracell e na saída para Joanápolis. Essa é uma parceria da Secretaria com a empresa Indcom Soluções em Resíduos, que doou os materiais necessários para a realização do projeto. Na prática, as barreiras são feitas de galões de materiais recicláveis e redes. Elas são fixadas nas margens em formato de arco para aumentar a área de contenção, como forma de controlar a poluição dos cursos hídricos ao reter garrafas pets, plástico e outros tipos de lixo que são descartados nos rios.

Compartilhar publicação