Anápolis | Prefeitura Municipal

Prefeitura libera vacina da Pfizer para algumas comorbidades

A vacina Pfizer está liberada para a maior parte das comorbidades, com exceção das seguintes: hipertensão arterial resistente (HAR), hipertensão arterial estágios 3, 2 e 1 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade, que continuam sendo imunizados com AstraZeneca

Foto: Bruno Velasco

Após a abertura da aplicação da vacina da Pfizer para gestantes, puérperas e pacientes imunossuprimidos, a Prefeitura de Anápolis libera o imunizante para outras comorbidades a partir desta quinta-feira, 19. Hoje, mais 3.500 doses desta marca chegaram à cidade e aplicação acontece no Ginásio Internacional Newton de Faria (drive-thru) e unidades de saúde do Arco-Íris e São José, das 8h às 16h.

“Lembrando que as pessoas com comorbidades liberadas para receber a Pfizer também podem ser vacinadas com AstraZeneca. Precisamos dessa força-tarefa já que os imunizantes da Pfizer têm prazo de aplicação devido a temperatura de acondicionamento”, ressalta a diretora da Vigilância em Saúde, Mirlene Garcia.

A vacina Pfizer está liberada para boa parte das comorbidades, com excessão das seguintes: hipertensão arterial resistente (HAR), hipertensão arterial estágios 3, 2 e 1 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade. As pessoas portadoras destas comorbidades continuam sendo imunizados com a vacina da AstraZeneca,assim como profissionais da educação, da saúde e da segurança, mediante lista encaminhada pelos órgãos competentes.

A vacina da AstraZeneca está disponível nos seguintes locais: ginásio da UniEvangélica, Banco de Leite e unidade de saúde Santa Maria de Nazareth, para pedestres; e em sistema drive-thru na CMTT e unidades de saúde do JK e Anexo Itamaraty. Nestes mesmos postos estão sendo aplicadas segundas doses de CoronaVac, mediante distribuição de senha.

Comorbidades que podem receber Pfizer e AstraZeneca:

Diabetes mellitus
Pneumopatias crônicas graves
Insuficiência cardíaca (IC)
Cor-pulmonale e hipertensão pulmonar
Cardiopatia hipertensiva
Síndromes coronarianas
Valvopatias
Miocardiopatias e pericardiopatias
Doenças da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas
Arritmias cardíacas
Cardiopatias congênita no adulto
Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados
Doença cerebrovascular
Doença renal crônica
Imunossuprimidos
Hemoglobinopatias graves
Obesidade mórbida
Síndrome de Down
Cirrose hepática
Deficiência permanente com ou sem BPC

Compartilhar publicação