Anápolis | Prefeitura Municipal

Adulteração de combustíveis e quantidade vendida nas bombas são alvos do Procon Anápolis

Fiscalização a postos de combustíveis acontece desde domingo com apoio da Agência Nacional do Petróleo

Foto: Bruno Velasco

O Procon de Anápolis e fiscais da Agência Nacional do Petróleo (ANP) estão fiscalizando postos de combustíveis de Anápolis a fim de verificar a qualidade do combustível e se a quantidade vendida é a que de fato está saindo das bombas (volumetria). Durante a Semana do Consumidor, 12 postos estão sendo fiscalizados e, até agora, nenhuma irregularidade foi detectada por profissionais da agência reguladora.

Segundo o diretor do Procon de Anápolis, Wilson Velasco, enquanto os profissionais da ANP verificam as bombas de combustíveis, a equipe do Procon fiscaliza, por exemplo, a data de vencimento dos produtos à venda nos postos, como óleo e filtro, disposição do telefone do Procon estadual, lei do troco, entre outros pontos. “Também estamos aproveitando e verificando data de vencimento de produtos vendidos nas lojas de conveniência. Sobre esses aspectos, já realizamos algumas notificações”, relata.

Preço dos combustíveis

Após sucessivas elevações do preço de combustíveis ocorridas este ano, o Procon Anápolis realizou uma fiscalização, em fevereiro, para observar se os proprietários dos postos de combustíveis “anteciparam” o reajuste nas bombas. “Estamos notificando oito postos que, mesmo com estoque antigo, já elevaram os preços para o consumidor”, diz Wilson. Ele explica que, na prática, essas empresas possuem 10 dias para apresentar defesa e, a depender do julgamento do departamento jurídico do órgão de defesa do consumidor, podem ser autuadas e multadas.

Compartilhar publicação